segunda-feira, 23 de maio de 2011

Efeitos do bullying


Quais efeitos do Bullying que devemos nos concentrar?
O bullying possui inúmeras conseqüências para os seus envolvidos. Podemos destacar três efeitos que consideramos importantes no que se refere ao combate a esta violência. São eles:
   
       Queda no Rendimento do Aluno e Abandono Escolar: 

A queda do rendimento escolar que, muitas vezes, leva ao abandono dos estudos é um efeito que envolve todos os participantes do bullying.
O autor busca o destaque entre os alunos e para isso utiliza de agressões físicas e psicológicas para conquistá-lo. Assim, a sua preocupação com as aulas, notas, atividades de classe, ficam em segundo plano.
O professor, ao conversar com este aluno sobre as suas notas, sem se dar conta do seu envolvimento com o bullying, acentua ainda mais as características do autor deste fenômeno – ser “do contra”, valentão, arrogante. Logo, desafiar o professor será mais um motivo para se destacar perante a turma.
O alvo de bullying, abalado psicologicamente por situações humilhantes, depreciativas e constrangedoras, não consegue concentrar-se diante as atividades a serem feitas e, muitas vezes, perde o interesse pela escola, pelos amigos e até mesmo pela própria vida.
Os espectadores, que são os que participam indiretamente dos casos de bullying, ficam divididos entre ajudar os colegas alvos e se aliar aos autores para não se tornarem a próxima vítima. Dessa forma, sentimentos como nervosismo, angústia, tristeza e medo surgem influenciando negativamente nas atividades escolares. Portanto, as seguintes conseqüências aparecem em todos os envolvidos com o bullying:
- Desinteresse pela escola ou por alguma disciplina oferecida
- Falta de vínculo afetivo com colegas
- Desconcentração nas atividades escolares.
- Desculpas para não ir à aula
- Abandono escolar 

 Agressão Moral 

 Ninguém passa pelo bullying sem sofrer algum tipo de conseqüência. Infelizmente, muitos dos envolvidos têm suas vidas marcadas pelos traumas gerados pelo fenômeno. Isso porque o bullying invade a vida da pessoa causando-lhe grandes sofrimentos psicológicos, e quando este não recebe uma ajuda adequada, as conseqüências podem ser irreversíveis:
      - Fobia Social
                  - Depressão
      - Autoestima baixa em excesso
      - Tristeza e angústia demasiada
      - Ansiedade
      - Pensamentos suicidas
      - Transtorno comportamental
      - Assassinatos
      - Suicídios
      - Arrogância extrema
      - Nervosismo constante   
O bullying pode mudar o destino, o rumo de uma vida. Ao olharmos os efeitos acima causados pela “agressão moral”, percebemos o quanto eles influenciam no futuro destes envolvidos, visto que os seus relacionamentos pessoais, profissionais e sociais ficarão visivelmente abalados.
     
       Criminalidade:

Pesquisas nos mostram que os envolvidos com o bullying, principalmente aqueles que participam desta violência como autores, tendem a apresentar comportamentos delinqüentes e envolvimento com a criminalidade, tais como:
      - Envolvimento com drogas lícitas e ilícitas;
      - Participação em gangues;
      - Comportamentos problemáticos e delinqüentes (depredação de patrimônios  públicos, históricos e culturais; desrespeito a todas as regras, etc.);
- Práticas de furto e roubo e outros.
Alessandro Costantini, pedagogo e psicólogo, nos mostra em uma pesquisa realizada na Itália que, 60% dos autores de bullying possuem ao menos um registro criminal antes de completar 24 anos de idade. Além disso, pensar na criminalidade como efeito do bullying nos faz refletir sobre o autor de bullying enquanto um ser social, que se constrói em meio à violência. Logo, as formas de resolução de conflitos, a relação existente entre ele e seus familiares, enfim, a maneira de se relacionar com o mundo será sempre através da agressividade.
Dessa forma, uma intervenção educativa na vida destas pessoas transforma as conseqüências negativas geradas por esta relação: bullying x criminalidade x sujeito.   
Por isso, combater o bullying é uma ação positiva que ultrapassa os muros da escola, favorecendo a qualidade do convívio social já que estas viverão em um lugar com menor índice de criminalidade.  
Esquema:
Trabalhar com os autores de bullying
               
Diminui o envolvimento deles com a criminalidade
 

Contribui para que, naquela realidade local, os crimes, os delitos diminuam


Favorecendo a qualidade do convívio social.
  

By Carolina Giannoni Camargo
direitos autorais / colocar referência ao copiar.

Um comentário:

  1. Hmm it appears like your website ate my first comment (it
    was super long) so I guess I'll just sum it up what I had written and say, I'm thoroughly enjoying your blog.
    I as well am an aspiring blog blogger but I'm still new to everything. Do you have any suggestions for beginner blog writers? I'd
    genuinely appreciate it.

    my website: new cellulite treatment

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Li e não gostei.

Acabei de ler uma matéria no site da Revista Encontro dizendo que o caso de Goiânia não foi bullying. Até aí tudo bem, nem sempre é fác...