sábado, 21 de maio de 2011

Cemeobes

Matéria Retirada do site:

http://www.cemeobes.com.br/sobre-o-cemeobes/

"O Fenômeno Bullying é conceituado como sendo um conjunto de comportamentos agressivos, intencionais e repetitivos, adotados por um ou mais alunos contra um outro, em desvantagem de poder ou força física, sem motivação evidente, gerando sofrimentos, insegurança e desequilíbrio psicológico, com graves repercussões para a saúde mental e para o desenvolvimento biopsicossocial dos envolvidos.
Brasília é pioneira no enfrentamento do Bullying Escolar no Brasil. Em 2004, na capital do país, foi criado o CEMEOBES – Centro Multidisciplinar de Estudos e Orientação sobre o Bullying Escolar -, resultado dos esforços de psicólogos e pedagogos conscientes da relevância do tema. De 2005 em diante iniciou jornada de palestras, seminários e capacitações em vários estados brasileiros, firmou parceria com Sindicatos e Empresas que deram sustentabilidade ao projeto. Com a ajuda do Ministério Público da Paraíba, inseriu o tema Bullying Escolar no Disque 100 (disque denuncia).
Com recursos próprios e de colaboradores voluntários, o CEMEOBES, tem promovido em todo o Brasil palestras, seminários, Workshops, capacitação de profissionais de educação, capacitação de oficiais do Batalhão Escolar da Policia Militar de Brasília e outros estados da Federação, capacitação dos Conselheiros Tutelares, bem como de alunos em escolas públicas e privadas e de pais de alunos.
Destaca-se o trabalho conjunto de diversos profissionais brasileiros que se despertaram para o tema. Autores como José Augusto Pedra, Lélio Braga Calhau, Gabriel Chalita, Carolina Giannoni Camargo, dentre outros, estão construindo uma nova história. O Brasil agora toma consciência da gravidade do tema para o qual Brasília pioneiramente despertou.  Em 2009, foi lançada a “Primeira Campanha Nacional de Combate ao Bullying”, sob a coordenação do CEMEOBES-DF, mobilizando para isto o setor governamental, com apoio da Senadora Marisa Serrano e da Comissão de Educação do Senado.
Apresentou diversos projetos a Ministérios e Autarquias, sem êxito. No entanto, publicou-se material didático para profissionais, habilitando-os na identificação, no diagnóstico e no encaminhamento dos casos de Bullying. Com o olhar diferenciado elaborou material adequado onde os próprios envolvidos poderão se proteger. Nestes seis anos tem proposto ações preventivas integradas às áreas de Educação, Segurança, Saúde e Justiça. Em parceria com instituições privadas educacionais, formou turmas de pós-graduação e mestrado em Pedagogia e Psicanálise com ênfase no Bullying Escolar.
Com a conscientização do tema que foi promovida e pelos dados estatísticos que vem sendo apurado em todo o Brasil, e por tratar-se de epidemia psicossocial expansiva grave, inclusive com vítimas fatais (casos Power Point), o CEMEOBES apresentou junto ao Ministério da Justiça projeto de construção do “Observatório Nacional de Combate ao Bullying”, em Brasília, com apoio do CRP-DF – Conselho Regional de Psicologia e do CRP-PR, do SINEPE-DF – Sindicato das Escolas Particulares de Ensino do Distrito Federal, além de ações do Conselho Nacional de Justiça e demais setores envolvidos. Para 2011, estabeleceu metas com envolvimento direto do Congresso Nacional.
Estamos distantes de resolver o problema, que passa por questões ideológicas, educacionais, familiares, políticas, econômicas e sociais. A sociedade brasileira passa pela maior crise de identidade já estabelecida, com quase uma década de escândalos e a falta de exemplos na formação da cidadania, que estimulem nossos jovens ao engajamento cidadão e à pró-atividade. Acreditamos que a atual crise oferece a oportunidade de proporcionar as mudanças sonhadas por todo o nosso povo. Nossas crianças e nossos jovens precisam de novos exemplos de sucesso associado à ética e ao Bem-comum. Para isso precisamos nos engajar em uma mobilização de toda a sociedade, pois o problema do Bullying Escolar e de outras formas de violência só será resolvido com a participação de todos."

4 comentários:

  1. Nem preciso dizer que eu vibro com seu sucesso, né?
    Saudades Carol!
    Super beijo!
    Larissa.

    ResponderExcluir
  2. Oi Larissa que saudade! Obrigada por sempre acessar o blog... grande beijo! Carol, Gi e Me.

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol! Como vcs estão? E os pequenos? Bjs

    ResponderExcluir
  4. Carolina salve as crianças, Você faz parte da nossa luta!!! Entre em contato conosco e venha nos apoiar com suas atividades em nosso segmento. Saudações Antibullying!
    61 8315 3812 / 8189 1726
    CEMEOBES NACIONAL
    Brasília - DF

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Li e não gostei.

Acabei de ler uma matéria no site da Revista Encontro dizendo que o caso de Goiânia não foi bullying. Até aí tudo bem, nem sempre é fác...