terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Casos e mais casos de bullying


Bolivianos pagam para não apanhar em escola estadual em SP
28 de setembro de 2010 Terra Notícias

Alunos imigrantes da escola estadual Padre Anchieta, na região central de São Paulo, acusam colegas brasileiros de cobrar "pedágio" para não espancá-los fora da instituição de ensino. A direção da unidade confirma a ocorrência de agressões. Para se sentirem seguros, os estrangeiros, principalmente bolivianos, pagam lanches na cantina ou dão dinheiro aos brasileiros. Caso contrário, apanham do lado de fora da escola, segundo um professor. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.
Um aluno e um ex-aluno da escola, ambos de 16 anos, afirmam que as agressões ocorrem pelo menos desde 2008. "Eles pedem R$ 1 ou R$ 2. Entreguei três vezes. Na quarta, apanhei", conta um deles, que está há 14 anos no Brasil. A escola tem 2.421 alunos nos ensinos fundamental e médio. Segundo a direção, metade é de imigrantes ou filhos de estrangeiros. Além de bolivianos, que são a maioria, há paraguaios, peruanos, chineses, coreanos, angolanos e nigerianos. Segundo a diretora da escola, Maria Luiza Villamar, todos os casos de violência envolvendo alunos são combatidos. Em nota, a Secretaria de Estado da Educação informou que uma comissão de supervisores será enviada à escola para analisar os casos de discriminação. Segundo a secretaria, se for constatada omissão da direção, haverá punições.

2 comentários:

  1. gygiygyugiuygiyugiyugiuyg

    ResponderExcluir
  2. Esse caso foi algo comum, que acontece na grande maioria ..

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!