Ovo de Páscoa "Bis XTra+Chocolate" e sua relação com o bullying.

05:22

 Matéria de :



Patrícia Belo Do G1 dos Vales de Minas Gerais

Ovos que incitariam bullying são retirados dos mercados de Ipatinga

Supermercados da cidade retiraram produto das pateleiras.
Em nota, Lacta informa que optou pela remoção da cartela de adesivos.

Patrícia Belo Do G1 dos Vales de Minas Gerais
Comente agora
Supermecados retiraram o produto das vendas.  (Foto: Patrícia Belo / G1) 
Supermecados retiraram o produto das vendas. (Foto: Patrícia Belo / G1)
A vereadora Lene Teixera (PT) solicitou, nessa sexta-feira (4), ao Programa de Proteção ao Consumidor de Ipatinga (Procon), a retirada de circulação na cidade de todos os ovos de páscoa da linha Bis XTra+Chocolate, fabricados pela Mondelez Brasil e comercializados pela Lacta. Segundo a denúncia da parlamentar, o produto incita à prática de ofensas gratuitas, o chamado bullying. O mesmo produto foi retirado dos supermercados em outras cidade do país.
Alguns suspermecados da região informaram que o chocolote foi retirado das prateleiras na semana passada.
A embalagem é personalizável e vem acompanhada por adesivos que propõe que o consumidor “sacaneie seu amigo”. Entre os dizeres estão expressões como "morto de fome", "fanfarrão", "exibido" e "nerd".

Em Ipatinga, a denúncia foi entregue ao coordenador do Programa de Proteção, Guido Leal Filho. O Procon estadual e ainda a Promotoria de Defesa do Consumidor do Ministério Público de Minas Gerais também foram oficiados sobre o fato.
Vereadora considera ofensivo as frases descritas no ovo de páscoa (Foto: André Almeida / Assessor Parlamentar ) 
Vereadora considera ofensivo as frases descritas
no ovo de páscoa (Foto: André Almeida /
Assessor Parlamentar )
De acordo com Lene, é preciso que qualquer prática que incite a violência seja combatida. “Numa época em que se discute tanto a questão do bullying na sociedade, um produto com uma embalagem dessas é um retrocesso”, afirma.
O ovo de páscoa está sendo vendido em diversos supermercados da região e lojas de departamento somente no peso de um quilo por um preço médio de R$ 90,00.
Repercusão
No Rio de Janeiro, a Secretaria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor também acionou a marca Lacta e suspendeu a venda do produto, determinando ainda a apreensão dos ovos de páscoa da linha Bis XTra+Chocolate.
De acordo com a decisão do órgão, a campanha publicitária do produto e a mensagem transmitida em sua embalagem incentivam a discriminação entre crianças e adolescentes. A Secretaria determinou que as vendas do ovo ficarão suspensas até que a mensagem em sua embalagem seja alterada e deixe de conter textos de incitação ao bullying.
Em nota, a empresa Lacta informou que em relação à iniciativa do Procon-RJ, envolvendo o ovo Bis Xtra, a Mondelēz Brasil informa que, após diálogo com o órgão, foi encontrada uma alternativa considerada viável para a manutenção do ovo nas lojas.
Ainda segundo a nota, conforme o acordo e por questões operacionais, a empresa optou pela remoção da cartela de adesivos. "Nas redes sociais e em outros meios, recebemos muitas manifestações positivas e de apoio à brincadeira proposta pelo produto. E a Mondelēz Brasil deixa claro que respeita os que entenderam de forma diferente e que sempre está disponível para debater todos temas que as autoridades ou os consumidores considerarem relevantes", diz a empresa.

Você provavelmente vai gostar

0 comentários

Deixe seu comentário!