segunda-feira, 11 de abril de 2011

Por que o vilão às vezes vira ídolo?

Caso Wellington...

Nos últimos 3 dias, após o massacre ocorrido em Realengo, estive pesquisando na internet e encontrei o que parece absurdo: seguidores de Wellington. 
São jovens que apóiam a atitude do garoto, comunidades no orkut dizendo que ele, o assassino de 12 crianças, é "o cara"! 

Pessoas que não conseguem refletir sobre a atitude do rapaz, as conseqüências de seus atos, e a besteira que é resolver seus problemas desta maneira: matando inocentes. Sim, me assusta ver que são centenas de pessoas, e de JOVENS que apóiam essas idéias sangrentas. 

Mais uma vez me disponibilizo para ajudar quem quer que seja a passar pelo bullying ou qualquer outro problema, sem apelar para suicídios e assassinatos. 
Existem alternativas!

Por favor, vamos construir a paz!

Grande Abraço,
Carolina Giannoni Camargo.

Vejam a matéria baixo retirada agorinha mesmo do site Terra:

RJ: 4 dias após massacre, ex-aluno ameaça atirar em estudantes
11 de abril de 2011 

Quatro dias após o massacre em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, um ex-aluno de uma escola municipal de Campos dos Goytacazes, no norte do Estado, ameaçou atirar em estudantes e na diretora da instituição. Segundo a Polícia Militar, uma viatura da corporação foi enviada à Escola Municipal Fernando de Andrade, no distrito de Guarus, para atender à ocorrência.
De acordo com a PM, o ex-aluno entrou na escola no início da manhã e teria feito ameaças à diretora da unidade. Em seguida, deixou o prédio dizendo que iria em casa buscar uma arma para atirar contra os estudantes.
Por precaução, a diretora acionou a Polícia Militar, que enviou uma viatura para o local. Até as 11h15, o suspeito - cuja identidade não foi divulgada - não havia sido localizado.

6 comentários:

  1. ESSE FOI O COMENTÁRIO QUE POSTEI NO MEU BLOG (andredorta.blogspot.com).
    PODE SER INTERESSANTE PRA VC, E QUE RENDA ALGUMA CONTRIBUIÇÃO.


    TRAGÉDIAS ANUNCIADAS

    Hoje é uma manhã muito triste. Triste porque alguns pais acordaram sem seus filhos. Ou pior: nem dormiram.
    É difícil a gente se colocar no lugar dessas pessoas. Dizer que intendemos só não basta. Mas eu tenho uma noções, sim, de como eles devem estar.
    Leciono em uma escola onde tenho aproximadamente 1100 alunos. E muitos deles nessa faixa entre 13 a 14 anos.
    Hoje eu cheguei aqui e fiquei um bom tempo olhando pra eles. Cara, doí!
    Se eu estivesse na posição onde os professores daquelas crianças estão hoje, não sei como eu estaria.
    Mas só de imaginar, já não estou nada bem.
    Sei que só minha solidariedade não vai valer nada, mas é o mínimo que eu posso fazer agora.
    além de dizer que devemos dar mais valor nas pessoas, porque nunca sabemos quando vamos perdê-las.
    Que esses anjos descansem em paz, porque já cumpriram sua missão aqui na Terra.
    Esse monstro que abreviou suas frágeis vidas, tenha certeza, não é um ponto negro em um lençol branco.
    Infelizmente, muitos como ele existem, e as autoridades teimam em só tomar providências depois que as coisas acontecem.
    As desavenças escolares são graves, e devem ser combatidas com veemência.
    Mas lecionar está um saco.
    Os professores têm que dar suas aulas com um dicionário em baixo do braço.
    Não pode mais corrigir o filho de ninguém que ao começo da tarde a mãe já está na escola para reclamar.
    Temos que escolher de quem queremos ouvir: DA MÃE DE QUEM APANHOU OU DA MÃE DE QUEM BATEU.
    Se não tomamos uma providência, alguém vai te chamar a atenção. Se tomamos, alguém vai te chamar a atenção também.
    E assim vamos levando.
    Estamos criando monstros, e só vamos nos dar conta disso depois que acontecem essas tragédias.
    Pais passando a mão na cabeça dos filhos.
    Filhos sem lei.
    Filhos sem família....
    Tenho uma teoria sobre tudo isso.

    Porque será que essas coisas acontecem na escola?

    Porque a escola é e se tornou o porto seguro da criança.

    A escola é o único lugar onde ela realmente se sente protegida.
    É lá que ela, hoje, procura todas as respostas que precisa em sua vida.
    Seus professores são seus Oráculos, seus espelhos, seus sonhos.
    Hoje algumas crianças confiam mais em seus professores que em seus pais.

    E sua decepção pode ser catastrófica.

    Isso acontece nas escolas justamente por isso: querem mostrar a fragilidade da escola. Que ela não é tão protegida assim. E julgam que entrar dentro de uma sala de aula e matar todo mundo é uma forma de mostrar a sua ridícula superioridade.
    Mas a escola sempre será superior, porque é dela que saem os grandes homens (os ruins também).
    É na escola que formamos os cidadãos de bem.
    Alguns desses, ontem se foram. Espíritos purificados por uma tragédia torpe.
    Mas tenho certeza que voltaram para o lugar onde descansam os anjos.
    Para o início de uma nova vida.
    Paz a esses pais órfãos de seus filhos da maneira mais cruel possível.

    Que o senhor os abençoe, e lhes dê forças para suportar.

    ResponderExcluir
  2. André, brigada pelo comentário, vou acessar seu blog.
    Abs,
    Carolina

    ResponderExcluir
  3. Sou professor de Escola Pública no Interior do Estado de São Paulo. Sei bem como as coisas estão.
    No que puder contar comigo, estou sempre à disposição.
    Parabéns pelo seu trabalho.

    ResponderExcluir
  4. Oi André, obrigada por acessar o blog e se disponibilizar para ajudar. Em que cidade trabalha? Também sou do interior de SP... Mais uma vez obrigada,
    Carolina

    ResponderExcluir
  5. Paulo de Faria-SP, mas trabalho em Orindiúva, à 100 km de São José do Rio Preto. Estamos bem na divisa com o Estado de Minas Gerais.

    Abraço.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Atendimento On Line

Você também precisa de orientação para solucionar um caso de bullying? Você é o responsável por uma criança que está sofrendo bullyin...