sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Cyberbullying

Boa tarde amigos...

O bullying sempre existiu. Então, por que hoje em dia falamos tanto nele?

Eu sempre brinco que o bullying se originou junto com escola. Embora saibamos que o bullying pode acontecer, também, nos clubes, condomínios e, até mesmo, no trabalho. Ou seja, é uma situação muito antiga, e as discussões sobre o assunto iniciaram por volta da década de 70 do século passado.

O que acontece é que ultimante, o bullying tem tomado proporções maiores, e se antes ele acontecia dentro dos muros da escola, hoje, ele ultrapassa esta barreira e invade a vida do seu alvo por completo.

Isso porquê, o alvo de bullying poderia sair da escola - onde sofria com as agressões - e ir para sua casa e lá encontrava momentos de tranquilidade, paz, momentos para refletir sobre as situações vividas ... 

Hoje, o alvo sai da escola e as agressões não acabam... recebe mensagens maldosas, ameaças por celular, encontra na Internet páginas, sites, comunidades que o humilha, que o faz chorar.

O vilão da história? Cyberbullying* ...

Com ele o ciclo de sofrimento do alvo não acaba nunca. Não há um minuto de paz. Não há um minuto de sossego. Às vezes, não há nem mais vontade de viver...

Precisamos acabar com o cyberbullying porque ele é muito destrutivo. As consequências para o alvo desta violência ganham proporçoes muito maiores e podem se tornar irreverssíveis. Na prática, o que podemos fazer?

Pais:
observem o que seus filhos fazem na Internet, conversem sobre o lado bom e o ruim da rede, conheçam as ferramentas que seus filhos utilizam e os ajudem a refletir sobre o respeito ao próximo.

Escola:
Os professores podem formar rodas de debate sobre as tecnologias, o uso dela, a ética na Internet, puxa, são temas que geram muita discussão e conscientização.

Autores de cyberbullying:
Bullying é crime e cyberbullying também. Pense antes de postar... pense: E se fosse com você?
Use toda essa energia para o bem, quer uma dica? Assista a esse vídeo:



(* cyberbullying é o bullying feito por meio de tecnologias: celulares, sms, sites, páginas de relacionamentos...)

Abraços,
Carol.

Um comentário:

  1. Meu nome é Ricardo Iha

    Deveria ter penas mais rígidas para quem pratica o Cyberbullying, ou o responsável pelo praticante.
    Meu nome não é Barnei, não é Tiago, não é Ronaldo e nem Marlom ou Marlei.
    Espalham para todo mundo que sou tímido e tem vergonha de me dizer isso pessoalmente.
    Quem é Jú? Porque querem me assustar? São pessoas muito feias?
    Quem é que me manda esses recados idiotas e sem nexo nenhum todos os dias?
    Quem é masturba ou bronha ou punheta ou siririca?Que criatura infeliz teria uma nome desses?
    Vivem atrapalhando meu serviço. Quem são essas criaturas? Eu nunca vi essas criaturas na minha vida! Porque me mandam esses recados idiotas?Vivem atrapalhando a minha navegação na internet!Vivem perseguindo as pessoas pela cor de camisa que usam! Quem são essas criaturas? O que quer dizer “ela sabe”?Ela sabe o quê?E se souber?Qual é o problema em saber?O que quer dizer “só com o susto”? Que lixo virtual é esse?
    O que quer dizer assustado?Quem está assustado?E daí, se tiver assustado?
    O que quer dizer assusta ele? Porque querem assustar?Qual é a finalidade?
    “É amigo dele”. Quem é amigo dele? Amigo de quem? E daí?Que idiota daria atenção para um lixo de brincadeira dessas?Quem? O que quer dizer outra pessoa?Quem é a pessoa?E daí, se for outra pessoa?Quem liga? O que quer dizer só esperar?Esperar o quê?De quem? Quem liga pra isso?Quanto lixo!!!!Quanta porcaria sem nexo!!!
    O que quer dizer “tá bravo”?Quem tá bravo? E se tiver “bravo”? Qual é o problema ?Quem nunca ficou bravo na vida?Qual é a finalidade dessa inutilidade?
    Só me falta ter gente seguindo essa “merda”!Me desculpem o termo.
    É uma brincadeira muito sem graça e de mau gosto.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Atendimento On Line

Você também precisa de orientação para solucionar um caso de bullying? Você é o responsável por uma criança que está sofrendo bullyin...